Revista do IASP 2023 – 37

Diogo Leonardo Machado de Melo, Frederico Prado Lopes e Roberta Cristina Paganini Toledo

ISBN: 1415-7683
S√£o Paulo: Editora IASP, 2023
N√ļmero de p√°ginas: 296

Associados IASP e membros CNA:
Gratuito

P√ļblico Geral:
Gratuito

Baixar e-Book

APRESENTAÇÃO

O volume 37 da Revista consolida textos e produ√ß√Ķes associativas do IASP – Comiss√Ķes de Estudo, Associados, Conselho e Diretoria – desenvolvidos  entre  os meses de agosto de 2022 e  julho de 2023.

Como se verifica, os artigos trazidos pelos nossos associados envolvem debates atuais, como cr√≠ticas √†s altera√ß√Ķes na lei de arbitragem, quest√Ķes relativas ao direito banc√°rio,  aos novos modelos de prova, aos crimes despontados com as novas tecnologias,  √† privacidade e √† prote√ß√£o de dados.

Al√©m do relat√≥rio das interven√ß√Ķes, tamb√©m s√£o apresentados os trabalhos das Comiss√Ķes de Estudo que subsidiaram o ingresso do IASP como amicus curiae, no √Ęmbito do STJ e STF, com especial destaque aos debates travados sobre o marco civil da internet, a privacidade e o sistema de buscas de dados e a revis√£o da Sumula 231 do STJ. Na se√ß√£o de proposi√ß√Ķes doutrin√°rias e legislativas, acentua-se a atua√ß√£o do IASP contra casos de nepotismo junto √† Administra√ß√£o P√ļblica. E neste cap√≠tulo, abre-se tamb√©m uma se√ß√£o para iniciativas culturais e sociais capitaneadas pelo IASP, como √© o caso da proposta de doa√ß√£o do projeto de revitaliza√ß√£o do Centro de S√£o Paulo (Pra√ßa da S√©), tra√ßado idealizado desde 2017. Destaca-se ainda, neste volume, importante parecer sobre a Reforma Tribut√°ria, dando o pontap√© inicial aos debates institucionais e nacionais sobre o tema e que certamente tomar√£o conta do pa√≠s no 2¬ļ semestre de 2023.

Nas palavras do Presidente, a ‚ÄúRevista externaliza o que o IASP tem de melhor, vale dizer, o pensamento e a produ√ß√£o de seus membros. Desde a sua funda√ß√£o, esse √© um dos prop√≥sitos do Instituto. Quando da cria√ß√£o da Faculdade de Direito de S√£o Paulo, em 1827, j√° se mostravam os primeiros desejos do ajuntamento dos bachar√©is em entidade representativa. Eram vistos, ali, os prim√≥rdios do desejo de um Instituto. Os anos se passaram e as resist√™ncias ‚Äď no pr√≥prio seio acad√™mico ‚Äď retardaram o passo definitivo. Foi somente em 1874 que se deu, pelos nossos patronos, a cria√ß√£o do IASP. Viveu, ele, do Imp√©rio √† Rep√ļblica. √Čpocas de paz e tranquilidade e de revoltas e agitos. Viu o alvorecer no novo s√©culo. As discuss√Ķes da nova forma de Governo foram muitas. Os escritos v√°rios. Ajudou, o Instituto, √† Paulic√©ia daqueles dias. Ladeou a Ordem em seus primeiros passos. Sedimentou a Democracias, em seus muitos momentos. Um novo s√©culo se descortinou e ganhou ele, ainda, mais for√ßa e express√£o. Quando algu√©m indaga sobre as finalidades do Instituto √© de se dizer que o IASP √© tudo isso e muito mais. O IASP √© cultura, Democracia, Direito e Justi√ßa. O IASP √© comunh√£o de pensamentos. Externaliza√ß√£o do que a Advocacia tem de melhor. Sua miss√£o, consagrada em quase s√©culo e meio, se revigora e fez faz presente neste novo n√ļmero da Revista‚ÄĚ.

 

Diogo Leonardo Machado de Melo

Frederico Prado Lopes

Roberta Cristina Paganini Toledo

CARACTER√ćSTICAS

Idioma: Português
Tipo: Livro Digital
P√°ginas: 296
ISBN: 1415-7683


Você também pode se interessar