IASP homenageia o Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, com o 1º prêmio de Direitos Humanos

14 de junho de 2018

O IASP homenageou, na tarde do dia 18 de maio, o ministro Marco Aurélio Mello com o 1º prêmio de Direitos Humanos.

“Vossa Excelência, ministro Marco Aurélio, em toda a sua trajetória ilumina exatamente esta declaração [Universal dos Direitos Humanos] por tratar todos de maneira igual, por proteger a liberdade, por ser um grande defensor da dignidade e, mais do que isso, por ter esse espírito de fraternidade enraizado em todas as suas manifestações”, disse o presidente do IASP , José Horácio Ribeiro, lembrando que a declaração completará 70 anos em dezembro deste ano. 

Marco Aurélio, por sua vez, disse que foi surpreendido pelo prêmio e ratificou seu compromisso com a causa. “No exercício da magistratura, tenho sido provocado a enfrentar questões de grande repercussão. Não me afeta a opinião pública porque nem mesmo minha opinião pessoal é relevante. Com a capa nos ombros, atuo com a coragem que se espera de um juiz; ao decidir, norteia-me o arcabouço normativo vigente, a partir do qual, com humanismo, há de ser concluída a solução para o conflito”, fez questão de enfatizar o representante da Alta Corte.

O Ministro Alexandre de Moraes fez questão de participar da cerimônia em homenagem ao colega. “É um exemplo de juiz, jurista de coerência e um excelente amigo”, definiu o magistrado.

O Conselheiro Federal da OAB Luiz Flávio Borges D´Urso lembrou que Marco Aurélio já havia recebido o prêmio Franz de Castro Holzwarth, da seção paulista da Ordem e que trata do mesmo tema, e endossou a nova deferência. “Hoje é um dia de festa para a família forense”.

O prêmio foi idealizado pela comissão de estudos dos Direitos Humanos do IASP, presidida por Ricardo Sayeg, que não poupou elogios ao Ministro. “Um exemplo de homem que, como muitos na história, lutaram pelos Direitos Humanos no mundo”.

Veja as fotos do evento: 

 


Julia Faria