Concurso de Monografias do IASP discute as tecnologias na Advocacia

01 de agosto de 2019

Por Avocar Comunicação

Com o tema "Novas Tecnologias e o Papel da Advocacia", premiação irá escolher dois trabalhos nas categorias estudante e profissional

Desde o seu surgimento em 2002, o Concurso de Monografias Jurídicas Esther de Figueiredo Ferraz tem prezado por trabalhar um dos princípios que norteiam o Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP): o Direito aplicado à vida prática.

Da nova família brasileira ao novo divórcio, da aplicação de células tronco à responsabilidade por crimes ambientais, os temas dos concursos sempre foram atuais e relevantes tanto pelas mudanças legislativas quanto comportamentais ou morais da sociedade. O tema deste ano é "Novas tecnologias e o papel da Advocacia". "Nossa intenção é sempre estarmos atualizados e participando de debates prementes", afirma o diretor-administrativo do IASP, Diogo Leonardo Machado de Melo, que organiza a nova fase do concurso desde 2013.

O concurso sempre tem interesse para a comunidade jurídica, por causa da sua atualidade. Do ponto de vista profissional, é uma importante projeção tanto para os estudantes quanto para os profissionais.

Como concorrer

Numa parceria IASP e Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), o Concurso de Monografias Jurídicas Esther de Figueiredo Ferraz 2019 está com inscrições abertas até 11 de agosto. O tema geral são as novas tecnologias e cabe a cada participante escolher o enfoque a ser abordado.

Podem participar tanto profissionais quanto estudantes. Nos dois casos, os vencedores terão a edição de um livro pela Editora IASP com seu estudo publicado, além de uma premiação em dinheiro.

A premiação acontece no mês de novembro em sessão solene de aniversário do IASP no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Esse ano, inclusive, o evento será marcado pelos 145 anos do IASP. Para mais informações sobre o concurso, clique aqui.

Luís Indriunas