Símbolo dos Direitos Humanos

O Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP) não é somente a mais antiga instituição jurídica associativa do Estado de São Paulo, que deu origem à Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de São Paulo, mas também uma das instituições mais respeitadas do país, por ser um centro de debate das grandes questões nacionais, com participação no Congresso Nacional, no Poder Judiciário e nas ações governamentais.

Fundado em 29 de novembro de 1874 e declarado de utilidade pública pelo Decreto Federal nº 62.480, de 28 de março de 1968, Decreto Estadual nº 49.222, de 18 de janeiro de 1968 e Decreto Municipal nº 7.362, de 26 de janeiro de 1968, o IASP é associação civil de fins não econômicos que congrega Associados admitidos por rigorosa avaliação, dentre os principais juristas, professores, advogados, magistrados e membros do Ministério Público do Brasil.

O Instituto dos Advogados de São Paulo foi criado com o propósito de promover o aprimoramento do estudo e da prática da ciência jurídica. Por ocasião de sua posse, Joaquim Inácio Ramalho, o Barão de Ramalho, primeiro presidente do IASP, afiançou que a missão do IASP seria a do “estudo do Direito aplicado à vida prática”.

A história de 144 anos de serviços prestados à Justiça e ao Brasil foi construída a partir da colaboração de cada associado, que empresta ao Instituto a sua inteligência e a sua dedicação, como é o caso emblemático do saudoso Hélio Bicudo.

O momento não poderia ser mais oportuno para prestar homenagem a ele, que é o símbolo dos direitos humanos, exatamente quando a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 70 anos.

Destaca-se a biografia de Hélio Bicudo, que se dedicou de corpo e alma para a vida pública, porque tinha a dimensão da importância da nossa contribuição e da nossa responsabilidade para construirmos uma sociedade melhor.

O exemplo de Hélio Bicudo continua a nos iluminar e nos fortalecer na defesa da ética na política, para que a oportunidade de dias melhores não seja furtada daqueles que mais necessitam.

José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro

Presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo

Luís Indriunas