REFORMA TRABALHISTA SEM REFORMA SINDICAL: avanço possível ou flexibilização perigosa?

Ocorreu no IASP  – Quarta-feira, 5 de Abril às 16h30

A Reforma Trabalhista é assunto de grande importância e repercussão. A proposta de Reforma Trabalhista do Governo tenta contemplar uma maior liberdade de negociação com certa garantia de parâmetros mínimos, mas não altera a estrutura sindical. A Reforma Trabalhista e a Reforma Sindical são temas independentes ou deveriam necessariamente ser discutidas conjuntamente?

PALESTRANTE. Professor Nelson Mannrich

Professor titular de Direito do Trabalho da Universidade de São Paulo (USP).  Presidente honorário da Academia Brasileira de Direito do Trabalho.  Advogado. Membro do Instituto dos Advogados de São Paulo. Membro do Instituto de Direito Social, filiado à Societé Internacionale de Droit du Travail et de la Secutité Sociale. Membro da Asociación Iberoamericana de Derecho del Trabajo y de la Seguridad Social. Membro da Academia Paulista de Direito. Membro da Academia Iberoamericana de Direito do Trabalho e Seguridade Social. Membro da Academia Brasileira de Letras Jurídicas. Membro do Conselho Editorial da Revista de Direito do Trabalho, da LTr. Coordenador da Revista Magister de Direito do Trabalho. Membro do Conselho Superior de Relações do Trabalho da FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

COORDNEADOR. Ricardo Peake Braga

Presidente da Comissão de Direito do Trabalho do IASP