O HORROR: Fux sugere que Lava Jato fique exclusivamente com a 2ª Turma do STF

Publicado em 26 de abril de 2017 por Editor em ReaçaBlog

Como é que a gente vai dar conta de tanto bandido?

Ontem o Brasil assistiu a um absurdo no STF: a ordem do dia na Segunda Turma  foi completamente submissa aos interesses dos advogados da Lava Jato (gente proba e de reputação ilibada como os ministros, que frequentam os mesmos ambientes e festas particulares na maior normalidade brasileira).

Cada ministro é responsável por milhares de processos. Acontece que, talvez por mágica, tudo o que foi julgado refletia na Operação Lava Jato. A Segunda Turma é composta por Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin.

Ontem os ministros decidiram sobre o goleiro Bruno que ainda não foi julgado em segunda instância, libertaram o pecuarista Bumlai que cumpria prisão domiciliar por conta de um câncer, libertaram o tesoureiro do PP João Cláudio Genu, iniciaram o julgamento do habeas corpus de José Dirceu (PT) que teve a sessão suspensa e ainda acataram o HC do lobista Fernando Moura (Baiano).

Como é que pode?! Como é que o Brasil permite?! O ministro Fachin chegou a dizer que o STF nem deveria estar analisando o HC de Dirceu.

Não foi suficiente a humilhação que o STF se impôs ao julgar duas vezes a possibilidade de prisão antes do julgamento em segunda instância? Não foi suficiente a humilhação que a presidência da República impôs ao STF ao debater publicamente, antes de nomear Alexandre de Moraes, que desejava um ministro que pudesse rever o placar das prisões em segunda instância?

Nos resta aguardar que a pressa do STF estimule ainda mais a pressa do TRF-4 que tem confirmado e ampliado como segunda instância as decisões do juiz Sergio Moro e aniquile essas manobras desassombradas.

Agora, o horror! O ministro Fux acaba de sugerir que a Segunda Turma fique responsável pela Lava Jato no STF. A declaração é uma resposta do Supremo ao movimento de Edson Fachin e Cármen Lúcia: ambos acataram a proposta da OAB e do Instituto dos Advogados de São Paulo de formar um mutirão para julgar os casos da Lava Jato. Uma maneira de não permitir que o foro privilegiado ou a morosidade da justiça fossem aliadas da impunidade. Acontece que o mutirão seria a convocação de juízes e desembargadores federais para auxiliar os ministros nas fases processuais, já o mutirão de Fux é deixar a Lava Jato nas mãos de Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin.

Como é que a gente permite tanto descaramento?